InícioPortalBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Aprendiz de Água - Korin

Ir em baixo 
AutorMensagem
LeSukko



Mensagens : 1
Pontos : 0
Idade : 20
Localização : Cidade República
Data de inscrição : 07/01/2013

MensagemAssunto: Aprendiz de Água - Korin   Ter Jan 08, 2013 1:10 am


Nome: Korin
Sexo: Masculino
Idade: 16 anos
Nação/Cidade: Tribo da Água do Sul
Elemento de dobra: Água.

Atributos:
|Força: 4
|Resistência: 3
|Agilidade: 3
|Chakra: (010/500)

Habilidades:
Chicote d’água. - Você cria uma corda e faz um movimento rapido com ela formando um chicote e acertando o inimigo
Jato d’água. - Você dobra agua e lança um jato da água na direção do inimigo.
Onda I - o player produz uma onda de meio metro de altura

Itens:
- Cantil de pele de foca-tigre
- Búfalo-Iaque


Aparência física: Alto, magro, cabelo castanho claro, olhos escuros, forma física razoável e uma cicatriz branca no ante-braço.
Características psicológicas: Odeia estar errado, quando bravo com alguma coisa, desconta nas pessoas, mas na maioria das vezes é gentil (ou tenta ser). Nunca se sabe seu humor, pois é bipolar, num momento abraça uma pessoa, no outro, bate.

Nome do pai: Bako (Não-dobrador)
Nação/Cidade do pai: Tribo da Água do Sul
Nome da mãe: Homa (Dobradora D'água)
Nação/Cidade da mãe: Tribo da Água do Norte
Extras:
- Lekan (avô paterno)
- Kirina (avó paterna)
- Luna (meia-irmão)
- Chiyn (meio-irmão)

História:

Meu avô Lekan sempre foi muito rígido, então ensinou desde cedo ao meu pai, Bako, como manejar um lança e uma espada. Aos 15 anos ele já era um ótimo guerreiro da Tribo da Água do Sul. Sua mãe, minha avó Kirina, era a melhor curandeira da nossa tribo, sendo uma dobradora d’água. Meu pai era filho único, e aos 19 anos se casou com Keina, uma não-dobradora graciosa e linda, que roubou seu coração. Eles tiveram dois filhos, gêmeos, Chyin e Luna. Tudo parecia estar indo muito bem, mas numa tempestade de neve um cão-urso polar perdido foi parar na tribo, e farejou comida dentro do iglu do meu pai. O animal destruiu a parede e entrou, acordando meu pai que, pegando sua lança com agilidade incrível, matou o bicho. Bako foi olhar se estava tudo bem, mas percebeu que a parede que o cão-urso polar derrubou caíra sobre Keina e a matara. Viúvo e com filhos órfãos de mãe, ele entrou em depressão e só ficava na cama o dia inteiro. Meus avós criaram os netos gêmeos, e quando eles tinham sete anos, uma família da Tribo da Água do Norte chegou e se estabeleceu na nossa tribo. O patriarca tinha apenas uma filha, Homa, que logo se apaixonou pelo meu pai. O sentimento se revelou mútuo e os dois se casaram, e tiveram eu.
Com sete anos de idade eu descobri que era um dobrador de água, mas não queria treinar, apenas brincar, então todas os dias eu e meus meio-irmãos Chyin e Luna brincávamos de guerra de dobra d’água, pois eles eram dobradores. Minha infância foi saudável e proveitosa, e eu nunca me preocupei em aprender dominação de água, pois minha mãe não queria que eu me preocupasse com algo antes dos dezesseis anos. Quando eu tinha dez anos, Chyin e Luna deixaram o polo sul e foram em busca de aventuras pelo mundo, e me lembro de ter chorado porque queria ir também, mas a resposta de minha mãe era sempre a mesma: “Só com 16 anos!”. Com doze anos, eu fui com meu pai para minha primeira caçada, e consegui matar uma foca-tigre, com qual minha mãe fez um belo jantar com a carne, com a pele, fez um cantil para eu guardar água. Quando tinha treze anos, meu avô morreu, e minha avó, muito triste, caiu doente. Ela não resistiu e morreu dois meses depois. A depressão de meu pai retornou, e minha mãe tentou de todo jeito reanimá-lo, mas em vão. Comecei a caçar sozinho, usando dobra d’água básica que aprendi com Luna. Em uma dessas caçadas eu caí numa fenda de gelo e acabei cortando meu braço, consegui sair da fenda, mas o ferimento piorou, fiquei febril por um bom tempo, mas fui curado pela minha mãe.
Minha mãe resolveu se mudar para Tribo da Água do Norte, assim, meu pai iria esquecer um pouco a morte dos meus avós e iria se animar novamente. Não deu outra: nos primeiros 5 meses que mudamos pra lá, meu pai já levantava da cama e ria, então, quando finalmente completei 16 anos, minha mãe preparou todas as coisas para minha viagem para Republic City, em busca de aventura e do mestre certo pra me ensinar. Enchi meu cantil de pele de foca-tigre de água, e o prendi no meu cinto. Montei no búfalo-iaque de meu pai e fui até o porto, para embarcar para Republic City.
A viagem foi longa, mas agora estou aqui, e pronto para todas as aventuras que surgirem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 41
Pontos : 81
Data de inscrição : 04/07/2012

MensagemAssunto: Re: Aprendiz de Água - Korin   Sex Jan 11, 2013 11:51 pm

Desenvolva mais da sua personalidade na história, pois é ela que vai reger sua conduta em jogo, corrija isso e nos avise.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://arenabender.forumeiros.com
 
Aprendiz de Água - Korin
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: .: Area para Jogadores :. :: Inscrição para jogares/Fichas :: Fichas em Revisão-
Ir para: